HIDE

Últimas notícias

latest

“Socorro. Meu namorado está morrendo”, disse mulher após esfaquear companheiro

Após matar o namorado com uma facada no peito, na noite dessa quinta-feira (5/8), uma jovem de 22 anos pediu ajuda aos vizinhos. Segundo um...


Após matar o namorado com uma facada no peito, na noite dessa quinta-feira (5/8), uma jovem de 22 anos pediu ajuda aos vizinhos. Segundo um morador do prédio onde aconteceu o crime, na QE 1 do Lucio Costa, no Guará, a autora gritou: “Socorro, socorro. Alguém ajude meu namorado, que ele está morrendo”.

O homem afirmou que duas jovens moravam no local. Há um mês, o namorado de uma delas, identificado como Maurício Moreira da Silva, 26 anos, passou a frequentar a casa. A testemunha afirmou que ouviu bastante barulho vindo do apartamento das mulheres.

Ele chegou a reclamar com o síndico. Por volta das 21h, o morador estava em casa, quando ouviu outro som bem forte vindo do teto, como se algo pesado tivesse caído no apartamento da autora. Após 15 minutos, o vizinho ouviu gritos de socorro.

O vizinho foi até o local e pediu para a jovem abrir a porta. Ela gritou, dizendo que não estava com a chave e que ele poderia arrombar a porta. O homem, então, entrou no imóvel e viu uma pessoa deitada, entre a cozinha e a sala, sobre uma poça de sangue.

Observou que, ao lado do corpo, havia uma faca com o cabo quebrado. O morador chegou a verificar a pulsação da vítima. A testemunha detalhou que Maurício Silva aparentava estar sem vida, mas o corpo ainda estava quente. O síndico também chegou ao local e acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), enquanto o vizinho ligava para a Polícia Militar do DF (PMDF).

Investigação

Os policiais militares chegaram ao endereço e encontraram a porta aberta e uma pessoa caída ao chão, aparentemente sem vida. A jovem permaneceu no local. O Corpo de Bombeiros constatou o óbito.

Aos PMs, ela informou que o jovem era seu namorado e que os dois moravam no imóvel. Inicialmente, disse que teria ocorrido um acidente. Narrou que os dois começaram uma discussão e, após ela se trancar no quarto, a vítima teria caído sobre a faca. Posteriormente, a jovem desmentiu a versão, e afirmou que era a responsável pelo ferimento fatal.

Ela explicou que o namorado teria ido para cima dela com a faca, mas conseguiu se defender, desarmou e esfaqueou o companheiro.

A mulher acabou detida em flagrante e encaminhada à 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul). Na unidade, a acusada exerceu o direito constitucional de ficar em silêncio e informou que se manifestará apenas em juízo, A perícia foi realizada na casa.

O caso será remetido à 4ª Delegacia de Polícia (Guará), que vai apurar se a versão da jovem, de legítima defesa, se sustenta.


 

Nenhum comentário