HIDE

Últimas notícias

latest

Varjão realizou o 1º Seminário sobre a Violência Doméstica e Familiar

Nesta sexta-feira (27/08), o Varjão foi palco do 1º Seminário sobre a Violência Doméstica e familiar. O evento foi organizado pela Administr...




Nesta sexta-feira (27/08), o Varjão foi palco do 1º Seminário sobre a Violência Doméstica e familiar. O evento foi organizado pela Administração Regional do Varjão em parceria com o 24º BPMDF e a 9ª DPCDF, e teve como conteúdo, a temática "A Violência Contra a Mulher no Varjão".

O Administrador, professor Lúcio Rogério, responsável pela condução do evento, fez uma solenidade de abertura, com a presença de autoridades do Governo do Distrito Federal e autoridades da cidade.

Durante o seminário, a Dona Lindaura, uma das pioneiras da cidade, manifestou gratidão pelo convite do evento. “Agradeço pela oportunidade de estar aqui essa noite. Na minha opinião é motivo de muita alegria”, ponderou.



O Advogado e Pastor Wellington Rosa, anfitrião da noite, afirmou que foi um imenso privilégio poder participar de um evento com um assunto tão relevante. “Foi muito enriquecedor todas as contribuições trazidas essa noite. Ainda mais para nossa comunidade que tanto carece, ” comentou. E aproveitou a ocasião para parabenizar a Administração pelas pautas importantes que tem trazido a cidade e as forças policiais pelo trabalho ostensivo.

O Aspirante Queiroz, representante do Comando do 24ºBPM, agradeceu o convite e a oportunidade de representar a Major Daniela Natalia Teixeira Schermerhorn. Ele falou brevemente a respeito da importância do programa de atendimento à mulher, o PROVID, da Polícia Militar e destacou que a maior parte das ocorrências atendidas no Varjão, se referem à "Lei Maria da Penha". Além disso, frisou também o desempenho de seus parceiros de Batalhão presentes no debate: “O Cabo Pereira e a Cabo Lorena, que proferiu a palestra, os quais, são extremamente técnicos, excelentes profissionais e têm todo gabarito e conhecimento para tratar o tema, pois lidam diariamente com essas ocorrências, ” comentou.

O Carlos Henrique, Líder da Juventude dos Republicanos do DF, afirmou que é um prazer estar no Varjão discutindo um tema tão caro para sociedade. “A violência doméstica que afronta os lares de inúmeras mulheres onde muitas delas ainda sofrem caladas. Agradeço o convite e parabenizo a iniciativa”, disse.



A Coordenadora de Equipamentos de Violência Doméstica, Zane Steinmetz, que veio representando a Secretária de Estado da Mulher, Éricka Filippelli, agradeceu o convite em nome da Secretaria e parabenizou pela pauta. Ela informou que trabalha diretamente com equipamentos que lidam diariamente com a violência doméstica, ou seja, os Centros de Atendimentos (CEAMs), Núcleos de Atendimento (NAFAVDs), Casa da Mulher Brasileira, Casa Abrigo, e Espaços de Empreendedorismo. “Nós estamos de portas abertas para receber vocês. A Secretária é muito comprometida com essa pauta de defesa da mulher. Temos muitos projetos e ações inclusive para o Varjão, ” afirmou. A Coordenadora finalizou sua participação falando que a oportunidade de debater acerca da Lei Maria da Penha foi essencial, uma vez que o Brasil é o 5º País que mais mata mulheres no mundo.

Finalizando a mesa de abertura, a maior autoridade de Governo presente, o Secretário Extraordinário da Família, Léo Vivas, ressaltou estar honrado com o convite e comentou que a pandemia potencializou os problemas de relacionamento dentro das famílias. “É um tema que vale a pena ser discutido, vale a pena as pessoas, as famílias participarem, porque o que será falado aqui será extraordinário”, ressaltou. E concluiu sua palavra afirmando que a família é a célula principal. Por isso, deve ser sempre abordada para que a essência da sociedade não se perca.



A Delegada Adjunta da 9ª DP, Dra. Érika Patrícia Marine Costa, uma das palestrantes da noite, agradeceu o honroso convite e destacou em sua palavra introdutória a importância da participação da comunidade. “O combate à violência doméstica só se torna eficaz se a comunidade participar. O trabalho da Polícia Civil e Militar só terá êxito se a população interagir. Esse evento é muito importante para a gente trazer essa ligação Polícia Civil – Militar e comunidade no combate”, finalizou.

Em sua fala, a Cabo Lorena Barreto acrescentou que a comunidade precisa ter empatia, e "meter sim a colher em briga de marido e mulher", mas denunciando as autoridades competentes. Encerradas as palestras, as Doutoras Cabo Lorena Barreto e Delegada Adjunta Érika Patrícia participaram do democrático debate com a comunidade, que teve franco acesso ao microfone.

Estiveram presentes no evento várias autoridades do Varjão, como por exemplo, a assistente social do CRAS Daniela Bortolazzo, do presidente do COPEV, Crislano Thomaz, da Conselheira de Cultura do Varjão, Bianca Souza, representante do Instituto RAÍZES, Prof. Jasmine, representante do Conselho de Segurança da CONSEG, Sra. Maria de Ariston, Presidente do Conselho de Saúde do Varjão, Sra. Anízia Cassiano, os pastores de Planaltina, Mailton Sabino e Rosinara Ferraz Sabino e a pastora da Asa Norte, Jaqueline Ferreira.




Ao encerrar o evento, por volta das 22h15, o Administrador agradeceu a parceria com a 9°DP e o 24°Batalhão parabenizou a participação da comunidade que com educação e firmeza, manifestou seu livre pensamento sobre o assunto e ainda esclareceu dúvidas e apresentou propostas. É o Varjão, no caminho de se transformar na Pérola do DF, com total apoio do Governo do Distrito Federal.

Fonte: Ascom Varjão

Nenhum comentário