HIDE

Últimas notícias

latest

Planaltina tem o maior número de casos da variante Delta

Segundo o secretário da Saúde, Osnei Okumoto, o número total não aumentou e continua em 75 casos Planaltina tem 21 casos confirmados da vari...




Segundo o secretário da Saúde, Osnei Okumoto, o número total não aumentou e continua em 75 casos

Planaltina tem 21 casos confirmados da variante Delta da covid-19 e lidera entre as cidades do Distrito Federal. Atrás dela está Ceilândia e Plano Piloto, empatados em nove confirmações, e Santa Maria, com sete casos. Segundo o secretário da Saúde, Osnei Okumoto, o número total não aumentou e continua em 75 casos.

“Do total, a casa de 59% são do sexo feminino, a idade variou de 6 a 83 anos, com média de idade de 44 anos. Quando a gente fala em média de idade, é interessante que a gente pode fazer essas confirmações, pois estão diretamente ligados aos contatos existentes de pessoas já portadoras do vírus com a variante Delta. Todos os casos estão sendo investigados pela Subsecretaria de Vigilância em Saúde e pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica”, afirmou Okumoto, em coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (09).

De acordo com o secretário, na maioria dos casos, o quadro clínico não é considerado grave. Os primeiros casos da variante Delta, ou indiana, foram registrados no Hospital de Apoio.


Vacina

Cerca de 600 mil pessoas entre 20 e 29 anos devem se imunizar contra a covid-19 nesta nova fase na capital Segundo o chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, são 300 mil pessoas de 25 a 29 anos e mais 300 de 20 a 24.

A imunização das pessoas com 25 a 29 anos se inicia na próxima terça-feira (10) e a de 20 a 24 na próxima quinta-feira (12). A ampliação dos grupos foi possível devido a chegada de novas vacinas a capital.

Apenas entre sexta e sábado, mais de 178 mil doses foram entregues a secretária de Saúde. Para esta semana, espera-se que mais 214.770 novos imunizantes até quarta-feira (11).

Já sobre as vacinas aplicadas durante os últimos cinco dias, Rocha informou que 49 mil primeiras doses e 18 mil segundas doses foram aplicadas deste a última quinta (5). Atualmente, os grupos que podem se imunizar no Distrito Federal são pessoas com 30 anos ou mais e adolescentes com comorbidades de 12 a 17 anos.

Fonte: Jornal de Brasília

Nenhum comentário