HIDE

Últimas notícias

latest

Vídeo: após batida, homem persegue mulher, sobe em carro e quebra para-brisa

  Caso é investigado pela 12ª Delegacia de Polícia de Taguatinga. Segundo a vítima, o homem a xingou e a agrediu fisicamente durante a discu...

 

Caso é investigado pela 12ª Delegacia de Polícia de Taguatinga. Segundo a vítima, o homem a xingou e a agrediu fisicamente durante a discussão


Um acidente de trânsito resultou em briga em Taguatinga nesse domingo (24/10). Segundo relatos, um condutor de 40 anos ficou enfurecido após uma mulher bater em seu carro ao dar ré em um posto de gasolina. Irritado, ele fechou a motorista na saída do posto e começou a segui-la. Quando a mulher parou em um semáforo vermelho, ele desceu do seu veículo, subiu no carro dela e quebrou o para-brisa com chutes. Segundo ela, o homem chegou a xingá-la e agredi-la fisicamente.


“Foi ontem, no posto de gasolina, por conta de um arranhão no carro dele. Ele desceu muito nervoso, xingando, mas passei o meu número para a sua esposa. Ele me fechou na frente da bomba de combustível, mas eu dei ré e saí do posto. Mesmo assim, ele me seguiu. Tudo aconteceu no sinal vermelho, ele tentou agredir minha mãe, me puxou muito pelo braço, chutou o retrovisor, e subiu no meu carro (quebrando o para-brisa). Ele acabou com meu carro”, relatou Paula Paiva, dona do carro e vítima.

Um vídeo feito no local mostra o momento em que o homem, alterado, sobe em cima do carro da mulher. Em outra gravação, ele puxa o braço da vitima, sentada ao volante em seu carro, enquanto uma criança, no banco de trás do veículo, chora em desespero.

Após o ocorrido, a mulher prestou queixa na 12ª Delegacia de Polícia, em Taguatinga Centro. O caso é investigado como injúria, dano, acidente de trânsito sem vítima e lesão corporal. Segundo o boletim de ocorrência, tanto a mulher quanto o agressor foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML). O carro da vítima será periciado.

O Correio tentou contato com a defesa do homem que quebrou o carro, mas não obteve resposta. O espaço segue aberto para manifestações.

Fonte: CB

Nenhum comentário